Cuidando da sua Saude

Conheça seus exames
Exames do perfil cardiovascular
Data: 07/06/2004

O muito que se sabe sobre as doenças ainda é pouco no que se refere ao conhecimento de suas causas. Das mil doenças catalogadas pelas organizações internacionais apenas se sabe a causa de um quarto delas. Embora muito se pesquise para conhece-las a fundo, os resultados práticos, objetivos, ainda ficam no "como" elas se comportam. Não se descobre das doenças "o que" as determina, o seu "porquê", mas fica-se no "como" elas evoluem. Sabe-se muito bem sua história natural, como se desencadeiam, se agravam ou se aliviam. Pode-se definir com clareza o perfil cardiovascular do indivíduo. O perfil cardiovascular é avaliado através de vários exames, cuja descrição sumária dará ao leitor uma compreensão de como ele é feito e o que se pode esperar de seu resultado. Assim, vejamos:


1. Exames laboratoriais
- o jejum é indispensável para que o exame coletado revele, através das análises laboratoriais, valores corretos sem a influência da alimentação. Assim, as taxas de açúcar e de gorduras são melhor avaliadas nestas condições e poderão ser comparadas com os valores padrões, sendo possível, através deste conhecer os níveis glicêmicos, o perfil lipídico, o funcionamento da tireóide, dos rins, do fígado, presença de neoplasia da próstata, além de muitos outros dados de grande interesse para a avaliação das condições de saúde do indivíduo.


2. Radiografia de tórax
- o exame radiográfico do tórax, sem o uso de contraste, permite estudar a área do coração, vascularização dos pulmões e eventuais alterações de seu parênquima, da pleura e da parede do tórax.


3. Eletrocardiograma e teste ergométrico - os numerosos fios, fixados no tórax, não causam choque nem dor. O exame elétrico do coração é feito em repouso para mostrar as condições basais e modificações decorrentes de manobras respiratórias. A caminhada na esteira rolante em velocidade progressiva dá as condições do abastecimento do sangue no músculo cardíaco na vigênciado esforço progressivo, indicando as condições das artérias coronárias e assim seu condicionamento físico. O teste de esforço, apesar de ainda não ser um exame de rotina, é bastante conhecido. Há várias formas de aplica-lo. O mais conhecido entre nós é em forma de uma esteira rolante, ligeiramente inclinada. Começa com uma leve inclinação de dez por cento, a uma velocidade de 2,74 km por hora. A cada três minutos, acrescenta-se 1,30 km na velocidade e dois por cento de inclinação, até a pessoa examinada desenvolver algum sintoma ou atingir uma freqüência cardíaca preestabelecida como máxima. Diminui-se então a intensidade por um curto espaço de tempo e depois cessa o movimento da esteira. Os dados são colhidos e aplicados em fórmulas matemáticas para o cálculo do consumo do oxigênio, o que permite avaliar a aptidão física do examinado.


4. Eco Doppler do coração com mapeamento de fluxo a cores - estudo ultra-sonográfico do coração que permite visualizar o fluxo sangüíneo dentro do coração, avaliando o funcionamento da válvula, a contratilidade do músculo cardíaco e sua eficiência como bomba.


5. Duplex scan de carótidas - o exame é feito em repouso. As sondas captadoras de sons inaudíveis ( ultra-som ) são colocadas nas faces laterais do pescoço, na projeção das artérias carótidas que irrigam o cérebro. A adaptação para melhor captação dos sinais depende da conformação física do indivíduo e pode ocasionalmente ser desconfortável, mas não é dolorosa. O estudo dessas artérias revela a presença de irregularidades como estenoses, dilatações ( aneurismas ), alongamentos ( dolico-artérias ), que dificultam a chegada do sangue ao cérebro, e de placas de ateroma que podem, no futuro, se ulcerar e nelas formar pequenos trombos e se desprender causando lesões cerebrais.


6. Ultra-sonografia de aorta abdominal - numa segunda posição do exame, no abdome, se estuda a aorta abdominal para afastar a presença de aneurismas que costumam ser assintomáticos durante longos períodos. Aneurisma é a dilatação da artéria por enfraquecimento de sua parede devido a alterações arterioscleróticas.


7. Pletismografia e Doppler dos membros inferiores - exame feito em repouso. O fluxo arterial nos membros inferiores é medido em condições basais de repouso possibilitando o registro precoce de suas alterações ainda em fase assintomática. O mesmo exame também permite conhecer as condições anatômicas e funcionais do sistema venoso e revela, antes de aparecer qualquer sintoma, a tendência à insuficiência valvular e à estase venosa ( varizes ).


8. Massa corporal - O estudo da massa corporal tem a finalidade de avaliar a porcentagem de gordura corpórea para uma precisa orientação dietética. Sua medida é feita por dois métodos, ou seja, pela bioimpedância, e através da medida das pregas cutâneas.


A avaliação conjunta dos exames permite a estimativa de risco de problemas cardiovasculares. Esta é feita através da quantificação ponderada dos fatores de risco, aqueles agentes que põem em perigo a vida do indivíduo.